Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Sou mastectomizada há 6 anos e até ao momento não fiz reconstrução mamária.

 Sou mastectomizada há 6 anos e até ao momento não fiz reconstrução mamária. Até há um ano atrás por não ter chegado a minha vez na imensa lista de espera e agora por não me conseguir decidir a trocar uma mama "à la Frankenstein" por uma grande cicatriz na barriga, uma vez que foi a única hipótese apresentada.Entretanto, ouvi falar em enxertos de gordura e resolvi pesquisar na net e foi assim que vim parar ao "Consultório de Cirurgia Plástica". Mas, pelo que li, não me parece que esteja aí uma solução para o meu caso. Terei entendido bem? Trata-se de uma técnica ainda muito incipiente e usada em situações muito específicas que não na reconstrução mamária?

Agradecia qualquer informação que pudesse ajudar-me na escolha da melhor solução.
 


Existem várias técnicas para efectuar uma reconstrução mamaria, sendo que a utilização dos tecidos do abdómen é apenas uma delas. 

No fundo o pretendido é reconstruir uma estrutura que simule uma mama, sendo para tal que necessitamos de pele e de uma estrutura que preencha o espaço dando-lhe volume.

Os enxertos de gordura só por si não são adequados a uma reconstrução mamaria, pois   há falta de pele e os enxertos têm alguma dificuldade em "pegar" no tecido cicatricial.

As alternativas são essencialmente 4: 

Recorrendo á colocação de um expansor sob a pele da zona mastectomizada, que irá sendo progressivamente cheio com soro fisiológico; deste modo a pele irá expandindo podendo albergar um determinado volume. Quando esse processo estiver estabilizado, então esse expansor será removido e substituído por uma prótese mamaria como as utilizadas para o aumento mamaria. 

Utilizando um retalho do músculo grande dorsal (costas) que também transportará pele, que é rodado para a frente sob a axila trazendo assim volume e tecidos para a zona a reconstruir. Geralmente temos que colocar também uma prótese mamaria, uma vez que este método não permite transferir volume suficiente. É geralmente utilizado quando a qualidade dos tecidos na zona mastectomizada é má, como geralmente acontece como consequência da radioterapia.

Pode-se também recorrer ao abdómen como “fonte” de tecidos,( terá sido este o método que lhe propuseram). Tem como vantagem que não é necessário colocar uma prótese pois geralmente este tipo de retalho ( designado por TRAM), permite transpor um volume adequado ( gordura abdominal ) tal como pele. Por vezes permite combinar duas vantagens: a recosntrução da mama e a diminuição do volume do abdómen com uma abdominoplastia. Contudo tem como principal desvantagem o facto de utilizar um dos músculos do abdómen que é fundamental para permitir uma boa contenção em termos funcionais. Ficará sempre com uma fraqueza nessa área e não está indicado para pessoas com uma actividade física ou laboral intensa.

Por fim, e recorrendo a técnicas de microcirurgia, podemos ir “buscar” tecidos (pele, gordura) a outras áreas como as nádegas e abdómen, mas poupando os músculos, não criando assim deficits funcionais importantes. Contudo são cirurgias extensas e prolongadas, que exigem uma equipa de médicos e enfermeiros bem treinados e com uma prática regular neste tipo de métodos reconstrutivos. 

Finalmente e não menos importante à que considerar a simetrização da mama existente, bem como a reconstrução do mamilo e da aréola. 

Como pode perceber existem várias alternativas, sendo que uma delas se adequará ao seu caso. Procure com o seu médico a melhor alternativa sabendo que estas são as possíveis.

publicado por Francisco Falcão de Melo às 16:31
link | comentar | favorito
1 comentário:
De Isa a 19 de Agosto de 2009
eu fiz um tram, e tenho realmente uma cicatriz enorme na barriga, mas entre isso e não ter mama...prefiro a cicatiz, que não é tão desconfortante.

Comentar post

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: franciscofmelo@sapo.pt

Pesquisar

Posts recentes

drfranciscodemelo.com

Some Q&A about Body Dimor...

What is the difference be...

Look forward to yesterday...

Depois da gravidez

Sofri um acidente domésti...

Tenho uma filha com ....q...

Eyelid Cosmetic Surgery (...

Lipoaspiração e gordura l...

Tenho feito alguns tratam...

Arquivos

blogs SAPO

Subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub