Quinta-feira, 7 de Março de 2013

Tenho uma filha com ....que foi mordida no lábio por um cão.

Boa tarde senhor Dr. Francisco Falcão Melo

 

Preciso da sua ajuda!!!

 

Tenho uma filha com 12 anos, que com 8 anos foi mordida no lábio superior por um cão. A parte do lábio onde faz o V caiu e teve de ser reconstruído. Na altura o que o cirurgião plástico receitou para ela pôr no lábio foi o Gentocil, que só passado algum tempo é que vi que era uma pomada oftálmica. Continuei a pôr, porque acreditei no que a médica tinha receitado.

 Foi vista posteriormente no Hospital de Egas Moniz por um cirurgião, que disse que o lábio não estava  mal mas que tinha feito clóide.

Disse que se podia fazer uma reconstrução, mas ela mal saímos do consultório disse logo que não.

Desde então tenho comprado imensos cremes, insisto para que ela ponha todos os dias, pelo menos à noite, que faça uma massagem de pelo menos 3 a 5 minutos. O que é facto é que ela põe, mas devido à idade por vezes esquece-se.

O meu pedido para consigo, vai no sentido de me aconselhar algum creme que seja milagroso e também o que devo de fazer para que o lábio dela fique com um aspecto ainda melhor. Durante o verão desde que aconteceu este episódio, que põe sempre protector com factor 50+ e eu ando sempre à procura de um creme que lhe faça desaparecer quase que por completo a maldita cicatriz.

 Ajude - me por favor

 

Muito obrigada e espero ansiosamente a sua resposta


 To translate into English copy the text to the link http://translate.google.com/#pt/en/

Pelo que depreendo a sua filha foi mordida há 4 anos e a cicatriz tem vindo a melhorar gradualmente. Também pelo que descreve o tratamento inicial foi o correcto e a pomada oftálmica utilizada na fase inicial foi bem indicada. Por isso até aqui não tenho qualquer reparo a fazer. 

Acontece que as crianças têm uma tendência marcada para fazer uma cicatrização exuberante mas isso não é obrigatoriamente uma cicatriz queloide. Se tem vindo a melhorar não o é com toda a certeza. 

Também é perfeitamente habitual que a sua filha na altura tenha recusado outro tratamento cirúrgico. Passou por uma experiência suficientemente traumática para não querer submeter-se a outra!. Aliás essa atitude pode ter funcionado a seu favor, pois o factor tempo é o mais importante na evolução das cicatrizes. provavelmente mais tarde será ela a procurar uma correcção, caso ainda seja necessária.

Caso a sua filha queira voltar a uma consulta para ver se é possível melhorar o aspecto da cicatriz sugiro que o faça. Mas terá que ser por vontade dela, caso contrario não será de qualquer utilidade. Actualmente há algumas modalidades de tratamento não cirúrgicas como o LASER, que poderão melhorar o aspecto, mas nunca fazem desaparecer por completo a cicatriz. Apenas se houver um benefício evidente é que esse tratamentos deverão ser aconselhados. 

Quanto a cremes milagrosos, não existem! Alguns numa fase inicial da fase cicatricial poderão ajudar, como os cremes  com silicone. Na minha opinião o mais importante é a massagem pois cria uma modelação mecânica do tecido cicatricial e a protecção solar para evitar a pigmentação secundária. Consequentemente fez tudo certo e é perfeitamente natural que por vezes a sua filha se tenha esquecido dos tratamentos. Significa que é uma criança normal!

Percebo que queira fazer tudo o que está ao seu alcance para minimizar as sequelas do acidente e  é oque tem feito. Descanse!


 

publicado por Francisco Falcão de Melo às 05:06
link do post | comentar | favorito

Dr Francisco Falcão Melo

Licenciado em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa, fez o Internato Complementar em Cirurgia Plástica e Reconstrutiva nos Hospitais Cívis de Lisboa. Actualmente é Assistente Graduado sendo o responsável pelo Serviço de Cirurgia Plástica e Reconstrutiva do Hospital Militar Principal. Membro da Sociedade Portuguesa de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Estética, da Sociedade Portuguesa de Cirurgia da Mão e da Sociedade Portuguesa de Queimaduras.Exerce a sua actividade privada em Lisboa e em Leiria.

Envie a sua questão

As respostas às suas dúvidas atendem a diversos critérios. Neste serviço, não serão consideradas válidas questões com falta de enquadramento ou situações de emergência que só possam ter encaminhamento imediato.

E-mail: franciscofmelo@sapo.pt

Pesquisar

Arquivos

Temas

todas as tags

Ligações

blogs SAPO

Subscrever feeds